Delírios De Consumo Na 5 Avenida

Que a Quinta Avenida inspira consumo, disto já sabemos. A Avenida é uma reunião de várias lojas e boutiques famosas que se aglomeram a busca de clientes de alto nível que possa consumir apenas luxo. Tudo isso, inspira nossa imaginação. Claro, uma situação como esta não ficaria apenas na nossa mente, seria transformado em algo mais.

É aí que Sophie Kinsella entra. A autora de Becky Bloom Delírios De Consumo Na 5 Avenida (Confessions of a Shopaholic) colocou em letras tudo aquilo que se pensa sobre a 5th Avenue, em Manhattan. E não é só isso, o livro ainda virou roteiro de cinema. Confira a sinopse do livro.

Delirios De Consumo Na 5ª Avenida

Delirios De Consumo Na 5ª Avenida

A vida de Becky parece ter se transformado num sonho. Ela trabalha como consultora financeira em um programa de televisão, o gerente de seu banco é um doce e quando o assunto é consumo, seu novo lema é Compre só o que precisar – e por incrível que pareça, Becky parece ser fiel a ele. Mas, como toda regra tem sua exceção, ela continua não resistindo a uma liquidação. Até que, um dia, seu namorado Luke – isso mesmo, o ricaço boa-pinta que a inglesinha conquistou no primeiro livro da série – está de mudança para Nova York e convidou-a para ir com ele. Nova York: o Museu de Arte Moderna, o Guggenheim, o Ópera House. Becky quer sim conhecer a vida cultural da Big Apple mas… Nova York é a meca do consumo e nossa heroína não poderia deixar de conhecer alguns lugarzinhos, leia-se lojas, irresistíveis da cidade, como Sacks, Bloomingdales, Sephora e Barney´s. Lógico que, mais uma vez, ela enlouquece.

Interessante, não? Então corra no Mercado Livre, faça seu cadastro e compre o seu por uma pechincha.

Relacionados